TradiçãoCulinária

Uma partilha de sabores


A alimentação dos seres vivos remonta a milénios, sendo esta feita à base de vegetais existentes na natureza. Na Pré-História com a descoberta de diversos tipos de armas (arpões, lanças, redes de pesca, arcos, flechas, armadilhas, etc.) o homem percebeu que podia caçar e pescar, o que lhe permitiu ter carne e peixe para se alimentar.

Mais tarde descobriu o fogo e com este saboreou os primeiros temperos, uma vez que o sabor dependia da temperatura com que os alimentos eram confeccionados.

Na Lusitânia a alimentação sempre foi muito diversificada, tendo tido depois uma grande influência dos Romanos e dos Árabes, mas foi com os Descobrimentos, principalmente nos séculos XVI e XVII que se deu o desenvolvimento da cultura alimentar, com a chegada de plantas oriundas dos continentes Americano e Africano, bem como das especiarias do Oriente.

Foram os Portugueses através das suas viagens marítimas que difundiram por todo o mundo, produtos do Brasil (café, caju), Índia (pimenta, cravinho, noz-moscada, curcuma, ou açafrão das Índias, gengibre e canelas) Cabo Verde (purgueira) Angola (batata doce) Moçambique (mandioca),S. Tomé e Príncipe (quineira) etc.

Outros alimentos importantíssimos na cultura alimentar Portuguesa são; o trigo, o tomate, as batatas, o milho, a castanha, o azeite e as uvas (produto fundamental para a feitura do vinho, indispensável no acompanhamento de uma óptima refeição e não só).Tendo Portugal uma extensa faixa litoral, a culinária típica portuguesa contém peixe e frutos do mar, nomeadamente, berbigão, mexilhão, conquilhas, amêijoa, sardinha, atum, peixe espada preto, e o celebríssimo bacalhau.

Na culinária portuguesa há ainda que referir uma planta tipicamente oriental – o chazeiro ou chá – introduzida no Brasil por oferta régia de D. João VI, e que de lá foi para os Açores, Angola e Moçambique onde é cultivada a grande escala.

E é valorizando todo este passado que nos propomos pesquisar e levar ao conhecimento de todo o Povo Luso espalhado pelos quatro cantos do mundo, receitas tipicamente portuguesas, ou, de origem portuguesa, permitindo assim que através dos sabores de origem das suas Terras Natais, ou dos seus Pais e Avós se possam lembrar e nunca esquecer a sua Culinária à Portuguesa, à Luso.