A portuguesa Telma Monteiro conquistou hoje a medalha de prata na categoria de -57 kg nos Mundiais de judo, em Cheliabinsk, na Rússia, depois de perder na final com japonesa Nae Udaka.

 

Telma Monteiro, de 28 anos, conquistou a medalha de prata pela quarta  vez num Mundial, depois de ter sido vice-campeã em 2007, ainda nos -52 kg,  e em 2009 e 2010, contando ainda com um bronze em 2005, com apenas 20 anos.

Na final, na Sport Arena Traktor, Telma Monteiro esteve a 32 segundos  do título, num combate que controlou até esse momento e viu a sua adversária  sofrer um “shido”, por posição demasiado defensiva, quando ainda faltavam  2.39 minutos para o fim.

    Num combate que até estava controlado, a judoca portuguesa foi penalizada  pelo esforço que fez até aos instantes finais, acabando também ela, numa  fase que já aparentava cansaço, por sofrer um castigo e voltar à estaca  zero.

    No “ponto de ouro”, sem que nenhuma judoca sobressaísse, talvez Udaka  estivesse ligeiramente melhor, mas Telma acabou desqualificada numa situação  de ataque da japonesa, em que, no desequilíbrio, instintivamente, levou  à mão à perna da asiática.

    O júri considerou ser motivo para desqualificação e a portuguesa acabou  por não conseguir novamente chegar ao título mundial, numa prova em que  provavelmente nunca terá estado tão perto de o fazer em 12 anos de carreira.

    Foi a segunda vez que Telma Monteiro defrontou Nae Udaka (13. do Mundo),  depois de se terem encontrado em 2009 na final do Grand Slam do Rio de Janeiro,  com vitória da portuguesa.

    Hoje, em Cheliabinsk, ao contrário de muitas outras ocasiões, Telma  nem estava entre as favoritas, mas o seu judo e persistência, ao longo de  uma carreira que tem sido notável, parece nunca admitir outro cenário que  não seja o de lutar pelo pódio.

    Atualmente a judoca do Benfica ocupa o 11. lugar do Mundo e nestes  Mundiais derrotou a cazaque Sevara Nishanbayeva, por ippon, em apenas 21  segundos, e a norte-americana Marti Malloy (yuko), desforrando-se assim  da prematura eliminação nos Jogos Olímpicos Londres2012.

    No terceiro combate impôs-se à suíça Fabienne Kocher, em 39 segundos,  também por “ippon”, depois de um “waza-ari”, e nas meias-finais derrotou  a mongol Sumiya Dorjsuren igualmente pela vantagem máxima.

    Telma Monteiro entrou no circuito internacional do judo ainda júnior,  aos 17 anos, mas foi em 2004, aos 18, que começou a somar medalhas importantes  e a tornar-se um “caso sério”, quando obteve o bronze nos Europeus seniores  de Bucareste.

    Depois disso somou muito mais de uma década de competição a alto nível:  conquistou quatro títulos de campeã europeia, uma medalha de prata e cinco  de bronze também a nível continental, e foi quatro vezes vice-campeã mundial,  arrecadando ainda o bronze uma vez.

    O sucesso da judoca contrasta com o de outros portugueses e hoje, também  em Cheliabinsk, os judocas André Alves e Jorge Fernandes (ambos em -73 kg)  acabaram eliminados ao primeiro combate.

    André Alves perdeu, por castigo, frente ao norte-coreano Kuk Hyon Hong,  campeão asiático em 2013, e Jorge Fernandes perante o húngaro Miklos Ungvari,  vice-Campeão Olímpico em Londres 2012, por ippon.

    Na quinta-feira, Portugal terá nestes Mundiais Ana Cachola (59.), que  defronta a israelita Yarden Gerbi (2.), nos -63 kg,

    Carlos Luz (26.), com o croata Tomislav Marijanovic (47.), e Diogo  Lima (107.), frente ao salvadorenho Juan Diego Turcios (80.), ambos em  -81 kg.

  Lusa

Em: Sic Notícias