Ter defeitos não é exclusivo de um único povo. Todos os povos têm as suas pequenas manias ou os seus grandes defeitos. Alguns são curiosos ou caricatos… outros são irritantes. Por favor, leia o artigo com humor e desportivismo! E acrescente aqueles que acha que faltam! 9 defeitos dos portugueses (mas que ninguém admite).

9. Temos sempre uma opinião sobre tudo e mais alguma coisa

Sim… sabemos mais de futebol do que o treinador, mais sobre educação do que o professor e mais do que medicina do que o médico. E para isto ajuda muito a TV portuguesa. Qualquer estação de TV tem um programa onde o telespectador pode ligar para dar a sua opinião. E sempre que há um jogo grande de futebol lá está a típica pergunta do “como é que viu este jogo”?

8. Inveja, inveja e mais inveja…

Há um velho ditado que ilustra bem este sentimento: um americano vê alguém a passar de Ferrari e pensa “algum dia irei ser tão rico como ele”. Um português vê alguém a passar de Ferrari e pensa “Deus dá nozes a quem não tem dentes”.

7. Falar mal dos outros em vida, dizer maravilhas quando morrem

Vá-se lá perceber… mas parece que toda a gente em Portugal é um sacana enquanto é vivo mas transforma-se imediatamente num tipo porreiro quando morre. Se está vivo, é motivo de crítica por comprar um carro novo, por andar com a roupa suja, por ter a barba comprida, por não trabalhar, por não saber educar os filhos, por não valorizar os seus pais…. Tudo serve de crítica. Mas parece que, quando morre, o único que se tem a dizer sobre ele é “tinha um coração de ouro!”.

6. Somos todos bipolares

Sim, é uma realidade. Este país por vezes parece louco. Ora somos os maiores e vamos ganhar o europeu de futebol, ora somos os piores em qualquer ranking manhoso elaborado por um organismo qualquer. Vivemos em constante alternação entre a euforia e a tristeza. Aqui não há meio termo.

5. Adoramos saber o que os estrangeiros pensam sobre nós

Este é outro facto que não se percebe. Algum pobre Alemão faz um vídeo qualquer a falar mal de Portugal e é logo noticiado na TV. Uma miúda gira faz um vídeo a falar bem e também é notícia na TV. É um fenómeno difícil de explicar mas talvez tenha muito a ver com a nossa crónica falta de auto estima.

4. Adoramos saber a nossa posição em todos os rankings

Há as positivas… Portugal é o sexto país mais bonito do mundo. Lisboa é a terceira cidade mais bonita da Europa. Óbidos é a vila mais bonita da Europa. A onda da Nazaré é a maior do mundo. A mortalidade infantil é a mais baixa do mundo. E há as negativas… Portugal em último lugar no ranking de coisas relativamente importantes e até em último lugar em coisas fúteis ou parvas, mas por mais parvas que sejam, gostamos sempre de saber.

3. Os políticos são todos corruptos mas todos metem uma cunha quando podem

Pois é… talvez por isso mesmo tenhamos os políticos que merecemos. São corruptos? E o que somos nós quando pedimos uma cunha ao amigo para um emprego para o filho? E o que somos nós quando fazemos algum esquema para pagar menos impostos?

2. Falar mal do seu próprio país mas não permitir que nenhum estrangeiro fale mal dele

Ora aqui está algo muito curioso. Parece que só nós, portugueses, temos direito a falar mal de Portugal. Quando a conversa resvala para esse tema (e resvala frequentemente) todos temos queixas a fazer. Mas se é um estrangeiro a fazê-lo, nasce dentro de nós uma espécie de revolta patrioteira e desatamos a defender o nosso cantinho com unhas e dentes. Curioso, não é?

1. Tendência para o fatalismo

Está tudo mal, corre sempre tudo mal, os serviços são sempre péssimos, a vida é sempre uma porcaria e o futuro só nos reserva a miséria. E no entanto, cá andamos há mais de 900 anos. Parece que o nosso país está sempre perto do apocalipse, mas curiosamente, persiste como o país mais antigo da Europa e um dos mais velhos do mundo.

 

Em nCultura