Um dos bairros mais típicos de Lisboa recebe 40 dos maiores talentos do Fado, de hoje e de ontem. O Caixa Alfama instala-se na cidade nos dias 20 e 21 de Setembro.

Diferentes gerações de fadistas e apreciadores da canção portuguesa encontram-se em Alfama nos dias 20 e 21 de Setembro para a primeira edição do Festival Caixa Alfama. Este festival inovador reúne 40 grandes nomes do Fado, entre novos e antigos talentos.

Aldina Duarte, Ana Moura, António Pinto Basto, António Zambujo, Camané, Cuca Roseta, Gisela João, Hélder Moutinho, Marco Rodrigues, Raquel Tavares, Ricardo Ribeiro e Teresa Lopes Alves são alguns dos nomes que integram o leque de artistas.

Quer-se que o Fado, “elemento genuíno e condutor vivo da cultura e identidade portuguesas”, segundo a organização, chegue a todos os públicos, dos profundos conhecedores de Fado, àqueles que pretendem inteirar-se desta arte maior, ou que só há pouco a vêm descobrindo.

O Festival Caixa Alfama, que decorrerá durante duas noites, em dez espaços distintos, contando com a prestação de mais de 40 dos músicos de diferentes gerações que, actualmente, melhor representam, interpretam e divulgam o Fado, elemento genuíno e condutor vivo da cultura e identidade portuguesas.

Aqui mora o Fado

O Festival Caixa Alfama promete dar vida às ruas e miradouros do Bairro de Alfama – o mais antigo da capital e um local que respira a história do Fado, género, que em 2011 foi elevado à categoria de Património Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

Dez espaços, maioritariamente deste bairro típico, acolhem os espetáculos: A Sociedade Boa União, o Clube Sportivo Adicense, a Igreja de S. Miguel, a Igreja de Santo Estevão, o Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, o Museu do Fado, o Largo das Alcaçarias, o Palco Caixa, junto ao rio Tejo e o Pavilhão Arena, no Parque das Nações, servem de palco a este Festival de Fado.

 

Saiba tudo em Caixa Alfama