Lamego está em festa. Até dia 9 de Setembro, revivem-se as tradições da “Romaria de Portugal” com as festas da Nossa Senhora dos Remédios. Com “características únicas no mundo”, o início da romaria remonta ao século XIV, com a construção de uma pequena capela dedicada a Santo Estêvão, no local onde hoje se ergue o santuário dedicado à padroeira da cidade.

Entre os motivos de atracção dos romeiros incluem-se também a “Marcha Luminosa”, a 6 de Setembro, e a “Batalha das Flores”, a 7 de Setembro. Ambas são compostas por 10 “carros alegóricos e numeroso figurado vivo” que percorrerá as principais artérias da cidade. A única diferença entre elas é que a “Marcha Luminosa” acontece à noite e a “Batalha das Flores” realiza-se durante a tarde, altura em que as pessoas atiram pequenos quadrados de papel colorido sobre o desfile.

Apesar do vasto programa cultural, o ponto alto dos festejos é a vertente religiosa com a “Procissão do Triunfo” em honra de Nossa Senhora dos Remédios (dia 8 de Setembro). Com dezenas de andores religiosos e centenas de figurantes, a procissão em que os andores são puxados por parelhas de bois”. Para isso, foi necessário obter uma autorização especial da Santa Sé. O documento “só autoriza que sejam bois, e não vacas, a puxar os andores”, o que dificulta a tarefa de arranjar os animais.

Destaque ainda para as várias actividades lúdicas, comerciais e desportivas e os espectáculos de variedades, que vão desde o fado à música popular, passando pelo folclore.