São da família dos crustáceos como os caranguejos (que só andam para trás) e os camarões vermelhos, com vários pares de patas e encontram-se em jardins, hortas e campos.

Os bichos-de-conta são animais diminutos e alimentam-se de matéria vegetal e madeira – podre. São pois de baixa estatura – 12 a 16 milímetros – e é um verdadeiro rei no meio do lixo, e da sucata. Quando é apanhado, enrola-se imediatamente sobre si mesmo, formando uma “bolinha”, tão dura e tão forte, que nenhum magistério judicial é capaz de o desmascarar ou de o desmontar!

 

CENTOPEIAS e MARIA-CAFÉ

Estes “miriápodes” são invertebrados (com mais sapatos que pés) e com nove ou mais pares de patas – (Miriápode quer dizer: que tem dez mil pés), e têm normalmente o corpo alongado. As mais conhecidas são realmente as centopeias e as Maria-Café.

Encontram-se em muitos locais, mas têm preferência por lugares onde haja “pilim” “cobre” ou “cortiça”. Normalmente andam muito depressa, e quando mordem podem até “inocular” um veneno, inclusive só para incomodar o homemNo entanto, há algumas espécies, que podem dar mordeduras profundas e dolorosas!

Porém, a “centopeia caseira” é normalmente inofensiva, e só gosta de estar perto de lavatórios ou dos canos de esgoto.

As “maria-café” são do género “diplópode” isto é: tem o corpo mais cilíndrico e não achatado. De certa forma parecem-se com as minhocas com pernas.

Estas, não mordem o homem, e são mais lentas que as centopeias. Porém, se se sentem ameaçadas, enrolam-se logo. São amigas do ambiente pois são herbívoras.